• Dicas / Estados Unidos

    Entrevista para tirar o visto americano: veja as dicas!

    Entrevista para tirar o visto americano

    A gente já te deu a letra de como solicitar o visto para entrar nos Estados Unidos, se ainda não viu, confere aqui! E hoje viemos te contar como é a entrevista para tirar o visto americano. Afinal, quando você já sabe o que esperar, pode deixar o nervosismo de lado e ir mais tranquilo. Então bora lá, que é mais simples do que parece! 😉

    Primeiro dia do agendamento

    Antes de começar a falar sobre o primeiro dia, vamos frisar: preste atenção nas datas e endereços. Os dados ficam invertidos no papel que você imprimiu na hora do agendamento. Ou seja a primeira data e endereço são referentes ao segundo dia. Fica ligado! Dito isso, vamos lá!

    O primeiro dia é beeeeem tranquilo, é só cadastrar as suas digitais e tirar foto. Só pra gente que não foi tranquilo mesmo. Isso porque perdemos o voo de Curitiba para São Paulo, erramos o endereço e chegamos atrasados no dia do agendamento. 😔 Mas, para a nossa alegria, eles não seguem o horário tão certinho, então conseguimos passar pela primeira etapa. Mas não vai fazer igual a gente né? Se programe melhor! 🤐

    Entrevista para tirar o visto americano – O dia da entrevista

    O segundo dia é o dia oficial! E, pelo menos em São Paulo, você não irá para o mesmo endereço do dia anterior. A entrevista acontece no Consulado Americano. E sabe aquele horário que você escolheu com tanto carinho na hora do agendamento? Não vai servir pra nada! A fila no consulado é gigante e é por ordem de chegada, mesmo que você seja atendido depois do horário que marcou.

    Se você for com algum acompanhante que também vai tirar o visto, é importante sempre ficarem juntos. Até a entrega do passaporte dever ser atrelada.

    Guarda volumes consulado americano SP

    Logo que você entrar na rua do consulado em São Paulo vai perceber a movimentação. Várias pessoas, com coletes que, na correria, parecem funcionários do órgão. Eles fazem perguntas sobre os documentos e te lembram que não pode entrar com o celular dentro do consulado. Logo em seguida, te oferecem o aluguel de um guarda-volumes. Só não se engane, esse pessoal não tem nada a ver com o consulado, mas são suas únicas opções. Então ou você não leva seu celular e demais aparelhos eletrônicos (tablet, notebook, pen drive, fone de ouvido e etc) ou se sujeita a esse guarda volumes consulado americano SP que não é nada oficial.

    Nós tivemos que levar os celulares para pedir o Uber na saída, deixamos no primeiro guarda-volume e eles sobreviveram! 😅 Ah, não esqueça de sempre perguntar o valor antes, eles costumam cobrar valores diferentes para cada pessoa. Como não sabíamos de nada disso, pagamos R$ 10, mas encontramos depois até por R$ 5, então pechinche. E por falar em Uber, você não pode parar o carro nessa rua do consulado, então vale a pena ir de carona mesmo.

    Há uns outros caras que vendem lugar na fila, mas eles costumam oferecer para os engravatados, aquelas pessoas que parecem sempre ocupadas demais. A gente não se sujeitou por falta de grana, por achar sacanagem com o resto da galera na fila e por medo de dar merda. 😬 Mas vimos um homem na nossa frente aceitar. Porém, no final de todo o processo, nós estávamos na frente dele, então não sei se vale a pena.

    Documentação para a entrevista para tirar o visto americano

    Você precisa ter em mãos a página de confirmação do DS-160 e o passaporte. Você pode e deve levar os demais documentos como carteira de trabalho, documentos que provem que você tem bens no Brasil, certidão de casamento e tantos outros. Mas atenção, só mostre se a atendente solicitar na hora da entrevista. Também é importante ser direto, só responder o que foi perguntando, sem dar muitas explicações.

    Na nossa vez não foi solicitado nenhum documento, mas um amigo precisou apresentar a última declaração do imposto de renda. Então, na dúvida, leve tudo que conseguir!

    A entrevista para tirar o visto americano

    Depois de passar por detectores de metal e filas que dão muitas voltas, você chega ao local da entrevista. E não sei o que você imaginou, mas foi muito diferente do que tínhamos na cabeça. Você dá de cara com outra fila que vai se afunilando em pequenas filas em frente a biombos. Os próprios funcionários direcionam para qual fila você deve se encaminhar. E o mais estranho é que é possível escutar todas as entrevistas e meio que torcer junto por cada pessoa. 😥

    As entrevistas são em português (normalmente com sotaques bem fortes de outras nacionalidades). Elas não costumam demorar, com exceções de pessoas com alguma situação diferenciada, como uma moça que já havia estado nos Estados Unidos, mas nunca tirou o visto. Normalmente eles perguntam sobre sua profissão, seus pais, renda e sobre a sua viagem para terras americanas. Nada que você não saiba responder de cara, por isso SEMPRE FALE A VERDADE.

    Se o visto for concedido, ao final do processo a atendente vai informar e entregar um papel com informações sobre o seu passaporte. O passaporte fica com eles e depois é entregue via correio (com o seu visto lindo dentro), ou se preferir, você pode escolher retirar no local. Mas essa solicitação deve ser feita durante o requerimento do visto. Pronto, agora é só comemorar e organizar a viagem! Se for conhecer Orlando, tem um monte de dicas aqui! 😁

    Visto negado, e agora?

    Infelizmente, ter o visto negado é uma das possibilidades. Quando isso acontece, a atendente te entrega o passaporte e avisa sobre a negação. Normalmente, eles não dão um motivo muito claro, mas entregam um papel com algumas informações. E o motivo mais comum para o visto ser negado é não comprovar vínculo com o Brasil. Em outras palavras, não ficou claro que você vai querer voltar para o seu país.

    Quando isso acontece, você pode sair do consulado e já agendar uma nova solicitação de visto. O chato é que você precisará pagar a taxa novamente e repetir todo o processo. Há pessoas que indicam que você aguarde pelo menos três meses para fazer um novo pedido. Mas a gente acredita que não há regras fixas não. O que vale é revisar todo o preenchimento do DS-160, separar mais documentos que comprovem o seu vínculo, como documentos de financiamento de carro e casa  ou comprovante de matrícula.

    Já vimos vistos serem negados porque o solicitante estava há pouco tempo no trabalho atual. Mas, eu consegui meu visto com menos de 6 meses de empresa, então, também não dá para se apegar a essa informação. O ideal é não ficar pensando nesses mil cenários de “e se”, mas sim, fazer a sua parte certinha na solicitação e na entrevista.

    Dicas para a entrevista

    Vá com uma roupa confortável, não precisa ir social, só apresentável. Vale colocar um sapato bem confortável, porque dependendo da época e da sorte, você pode ficar mais de três horas em pé. Também não exagere em acessórios como cintos, brincos grandes ou sapatos com fivelas. Pois você vai precisar tirar para passar pelos detectores de metais e vai atrapalhar o bom funcionamento da fila (assim como acontece no aeroporto).

    É liberada a entrada com bolsas e mochilas, mas eles podem pedir para olhar o conteúdo. Então leve só o necessário! Outro probleminha é a falta de lugares para estacionar ali por perto, então prefira ir de Uber, Táxi ou até mesmo de carona com algum conhecido.

    Preparamos um outro post com dicas rápidas que você precisa ver antes de ir para a entrevista do visto. Depois do visto aprovado, o seu próximo passo é produzir um bom roteiro para a viagem dos seus sonhos. Então boa sorte, viajantes. E acompanhe nossas aventuras também pelo instagram! 😘



    Comentários
  • Veja também